Regional de Saúde de Varginha realiza capacitação sobre controle do tabagismo

Nesta quarta-feira, 28/03, a Regional de Saúde de Varginha realizou, no auditório da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL), uma capacitação sobre o Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT), com profissionais dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASFs), médicos, enfermeiros, odontólogos, farmacêuticos e Equipes de Saúde da Família dos municípios da região.

Crédito: Mariana Ribeiro

Tarcísio Luiz de Abreu, Superintendente Regional de Saúde de Varginha, Jefferson de Almeida, Secretário Municipal de Saúde de Perdões e Adriana Faria Nogueira Luz, Referência do PNCT na Regional de Varginha compuseram a mesa de abertura, sendo comum à fala de todos a grande importância de se discutir e trocar experiências sobre o Tabagismo. Otto Gerardo Mogica Veras, médico do município de Perdões, foi o palestrante da capacitação, abordando aspectos gerais do tabagismo – que causa dependência psicológica, física e comportamental e se caracteriza como uma das principais causas de morte no Brasil, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). O médico destacou que seu uso é um fator de risco para diversas doenças como câncer, problemas pulmonares e cardíacos, além de frisar que o fumante passivo também pode apresentar problemas decorrentes da inalação da fumaça do cigarro. “O fato do cigarro ser aceito socialmente, torna o acesso facilitado aos jovens, não só pelo baixo valor, mas também por não ser tratado como uma droga. Por isso, a urgência de se alinhar tal questão diante da sociedade, expondo que é, sim, um fator preocupante”, afirmou.                             

Em seguida, foi apresentada, pela equipe do Programa de Saúde da Família de Perdões, uma peça teatral com o tema “Vida sim, cigarro não!”, que mostrou os males que o tabaco causa à saúde, reforçando que o fumante, em parceria com médicos, agentes de saúde e familiares é capaz de abandonar o vício.                      

Otto Mogica tratou, em outro momento, sobre as reuniões de grupos destinados a ajudar os participantes a deixarem o fumo e fornecer informações e estratégias necessárias a eles, bem como as tarefas a serem executadas pelos componentes. Uma roda de conversa envolvendo também a referência da Regional de Varginha, Adriana Nogueira, abordou  assuntos gerais relacionados ao tabagismo e permitiu que os presentes expusessem experiências vivenciadas em campo, tirassem dúvidas e comentassem sobre o assunto. “Eventos dessa natureza são importantes para que se alinhe o trabalho entre as equipes, trocando experiências, vivências e acrescentando conhecimento teórico e prático ao dia a dia dos profissionais que trabalham com o tabagismo”, explicou Adriana.Já Mônica Maciel, referência do E-SUS na Regional de Varginha, falou sobre o registro das ações de controle do tabagismo, efetuado para cadastrar todos os usuários de tabaco em determinada localidade. O passo a passo do registro de ações foi demonstrado no Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC), portal eletrônico que registra todos os atendimentos feitos pela Atenção Básica à Saúde.                                                                                                                                                    

Por fim, Patrícia Rodrigues dos Reis, Farmacêutica da Regional de Varginha, realizou apresentação sobre os fluxos e normas que envolvem o SIGAF – Sistema Integrado de Gerenciamento da Assistência Farmacêutica -, expondo os medicamentos disponíveis para o controle do tabagismo.           

Extraído de: Secretaria de Saúde de Minas Gerais